Difusão GP

Gestão de Projetos | Treinamentos | Consultoria

Gerente de Projetos – O vôo do planador

Vivemos tempos de mudanças constantes, fluxo de informações enlouquecedor, muita pressão e exigências vindas de todos os lados. Neste ambiente, o Gerente de Projetos é constantemente desafiado a ser um líder criativo e inovador. Um filósofo contemporâneo de BH, muito meu amigo, disse certa vez que o Gerente de Projetos é como um planador.

O Planador

Para os que não tem intimidade com aeronáutica, o planador é um pequeno avião sem motor que é rebocado por um monomotor até aproximadamente 600m de altura e que após “solto” se mantém em vôo utilizando as correntes térmicas ascendentes, permanecendo por horas no ar. Se o planador permanecer na calmaria irá perder altitude até chegar no chão, onde suas grandes asas o tornam um objeto desajeitado. Para sustentar seu vôo suave e elegante o planador tem que estar onde as correntes de ar o “joguem para cima”.

O Gerente de Projetos

Assim também o Gerente de Projetos não pode permanecer na mesmice, achando que as coisas sempre irão funcionar da mesma maneira. Ele irá, progressivamente, tornar-se obsoleto até perder sua importância e função.

O Gerente de Projetos relevante é curioso, está sempre em busca de novas ideias de como fazer as coisas de forma melhor e diferente. Está sempre explorando, desenvolvendo-se e buscando novas abordagens que o “joguem para cima” e o tornem um líder inspirador e contextualizado.

Alçar vôos longos e altos depende da busca pessoal de cada um de nós.

Gostou?  Curta, Comente, Compartilhe!

Alexandre Serpa

Equipe Difusão